Incríveis dicas para vencer a ansiedade noturna!


REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO

Compartilhe:
Redação
Publicidade


Ansiedade noturna é um problema comum entre os adultos. Ela pode afetar a qualidade do sono e causar mais cansaço durante o dia. Entenda como vencer esse problema de uma vez por todas com sete dicas infalíveis.



Incríveis dicas para vencer a ansiedade noturna!

Entenda o impacto da ansiedade noturna em seu sono

A ansiedade noturna pode se tornar um obstáculo para uma boa noite de sono. É um fenômeno desencadeado pelos altos níveis de estresse acumulados ao longo do dia, sejam eles relacionados a questões profissionais ou pessoais.

À noite, quando as obrigações do dia se encerram e recebemos menos estímulos para distração, abrimos espaço para as preocupações tomarem conta.

De acordo com dados recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é um dos países com maior prevalência de ansiedade no mundo, afetando mais de 9% da população brasileira – três vezes a média global.

Além disso, estudos mostram que cerca de 36% das pessoas propensas à ansiedade experimentam um aumento dos sintomas durante a noite, além daqueles que já possuem o diagnóstico de Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Publicidade




Descubra como a mente e o corpo reagem à ansiedade noturna

A noite é um momento em que a mente tende a relaxar e se tornar menos ativa. No entanto, para pessoas que têm a mente agitada, a ansiedade se acumula nesse momento, já que durante o dia as preocupações são mais evitáveis pela ativação do cérebro em outras tarefas.

De acordo com um artigo da Faculdade de Medicina de Harvard, isso ocorre porque nosso cérebro é programado para responder ao perigo, o que aumenta a vigilância e a atenção como uma forma de nos proteger.

Durante o dia, quando estamos mais ocupados, o pensamento se concentra no córtex pré-frontal do cérebro, onde estão localizadas as áreas de julgamento, planejamento e razão.

Porém, quando o córtex relaxa, ele se volta para as emoções. Consequentemente, os pensamentos ansiosos que estavam adormecidos durante o dia surgem à tona.

Publicidade




Os sintomas comuns da ansiedade noturna incluem batimentos cardíacos acelerados e irregulares, tremores, transpiração excessiva, pressão ou desconforto no peito, formigamento nos membros, tonturas ou vertigens, náuseas, dificuldade para respirar normalmente, ondas de calor ou calafrios, dores ou espasmos musculares, além de pensamentos intrusivos que impedem o descanso da mente, como insegurança em relação ao futuro e antecipação de eventos negativos.

Saiba como enfrentar a ansiedade noturna e conquistar um sono revigorante

Se você sofre com ansiedade noturna e deseja ter noites de sono tranquilas, confira algumas dicas para lidar com essa questão:

Deixe os problemas do dia fora do quarto

Se você levar suas preocupações para a cama, será difícil relaxar e adormecer, mesmo que esteja exausto. Além disso, ficar se forçando a dormir pode resultar em mais ansiedade.

Portanto, antes de dormir, busque distrações como ler um livro, ouvir música calma ou assistir a um filme leve. O importante é desviar a mente dos pensamentos negativos.

Publicidade




Pratique técnicas de relaxamento

Se o sono não chegar, procure relaxar em vez de se preocupar em dormir. Uma maneira eficaz é praticar exercícios de respiração. Respire profundamente, prestando atenção ao movimento do ar que entra e sai de seus pulmões.

Em seguida, expire lentamente pela boca e, a cada inspiração, imagine uma paisagem ou imagem mental que transmita calma e serenidade.

Mantenha uma rotina de sono regular

Segundo a especialista, não ter um horário fixo para dormir pode desencadear ansiedade e insônia. “Deite-se todos os dias no mesmo horário, com uma diferença máxima de 30 minutos.

Essa rotina ajudará a regular seu relógio biológico e o ritmo circadiano, essenciais para ajustar o sono do seu organismo”, explica a psicóloga.

Publicidade




Reveja o horário do exercício físico

A prática regular de atividade física é fundamental para combater a ansiedade, pois o exercício libera hormônios como dopamina e endorfina, que promovem a sensação de bem-estar.

No entanto, se você pratica exercícios intensos nas últimas horas do dia, seu sistema nervoso pode ficar muito ativo à noite, dificultando o sono.

Para muitas pessoas, o treino noturno promove relaxamento e ajuda a dormir melhor. Contudo, para outras, exercitar-se nesse período pode gerar agitação. Para esse último grupo, é aconselhável fazer atividades físicas pelas manhãs.

Desconecte-se de telas e notícias antes de dormir

Ao ir para a cama, evite usar celular, tablet, notebook ou assistir à televisão. A luz intensa desses dispositivos pode interferir na liberação de melatonina, o hormônio responsável pelo sono.

Publicidade




Além disso, as redes sociais e as notícias online podem gerar estímulos mentais negativos, aumentando a ansiedade e dificultando o desligamento da mente.

Esqueça as preocupações financeiras ao se deitar

“Se o dinheiro é uma das suas preocupações, evite checar o extrato bancário ou a fatura do cartão de crédito antes de dormir. Nesse momento, você não conseguirá resolver nada e só alimentará sua ansiedade.

Portanto, se precisar organizar suas finanças, deixe para fazer isso durante o dia, evitando pensar nisso na hora de dormir”, enfatiza a especialista.

Crie um ambiente aconchegante no seu quarto

Quanto mais agradável for o seu quarto e a sua cama, mais fácil será adormecer. Itens como travesseiros confortáveis, temperatura ideal, ausência de luzes e ruídos podem determinar a qualidade do sono.

Publicidade




Caso contrário, você pode acabar acordando no meio da noite e ter dificuldades para voltar a dormir.

É importante lembrar que dormir bem afeta diretamente a estabilidade física, mental e emocional, pois durante o sono o organismo realiza importantes processos de restauração do corpo e da mente.

Portanto, se a ansiedade noturna persistir, não hesite em buscar ajuda o mais rápido possível.

 

Publicidade






Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *





Últimas Publicações