As vitaminas antioxidantes: aliadas contra o envelhecimento e doenças


REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO
Vitaminas antioxidantes: quais são e o que fazem no corpo

Compartilhe:
Redação
Publicidade


As vitaminas antioxidantes são nutrientes essenciais para manter e melhorar a saúde. Elas podem ajudar a prevenir ou até mesmo reduzir o risco de doenças crônicas, como doenças cardíacas, câncer e doenças neurodegenerativas.



As vitaminas antioxidantes: aliadas contra o envelhecimento e doenças

As vitaminas antioxidantes são substâncias que têm o poder de neutralizar os radicais livres e, assim, evitar o estresse oxidativo. Isso significa que elas são grandes aliadas no combate ao envelhecimento e também na prevenção de doenças, além de contribuírem para a proteção da pele.

Neste artigo, vamos conhecer as principais vitaminas antioxidantes e entender como elas atuam no organismo.

O que são antioxidantes?

O termo “antioxidante” abrange substâncias que podem neutralizar os radicais livres, moléculas que podem causar danos ao DNA, às membranas celulares e outros componentes celulares. No entanto, é importante ressaltar que os radicais livres não são necessariamente vilões.

Na verdade, essas moléculas são produzidas pelo próprio organismo para combater microrganismos responsáveis por infecções e gripes. No entanto, quando há um excesso de radicais livres, pode ocorrer o estresse oxidativo, prejudicial à saúde.

Publicidade




Principais vitaminas antioxidantes

A seguir, vamos conhecer as vitaminas antioxidantes mais conhecidas e seus benefícios:

1. Vitamina A: essencial para a visão, crescimento celular e saúde da pele.

2. Vitamina C: antioxidante vital, que apoia o sistema imunológico e a síntese de colágeno.

3. Vitamina D: regula o cálcio e o fósforo no organismo, sendo fundamental para ossos saudáveis.

Publicidade




4. Vitamina E: antioxidante lipossolúvel, que protege as células e as membranas celulares.

5. Vitamina K: crucial para a coagulação sanguínea e a saúde óssea.

Importante ressaltar que a vitamina A também age como antioxidante, combatendo os radicais livres que aceleram o envelhecimento e estão associados a algumas doenças. No entanto, é preciso ter cautela com o uso em excesso dessa vitamina, pois pode ser prejudicial ao organismo.

Nesse caso, o ideal é obter o betacaroteno, que é obtido através da alimentação e também é conhecido como provitamina A.

Publicidade




Onde encontrar as vitaminas antioxidantes?

Os alimentos são a principal fonte de antioxidantes. Além disso, as plantas possuem compostos conhecidos como fitoquímicos, muitos dos quais também têm propriedades antioxidantes. A seguir, confira algumas fontes de vitaminas antioxidantes:

Vitamina A (betacaroteno): cenouras, abobrinha italiana, couve galega, espinafre, batatas doces, entre outros.

Vitamina C: laranja, pimenta verde, morango, mamão, brócolis, entre outros.

Vitamina D: a principal forma de obtê-la é através da exposição solar, já que o corpo produz a vitamina de forma natural através dos raios solares. Em alimentos, ela é encontrada em pequenas quantidades.

Publicidade




Vitamina E: óleo de girassol, sementes de girassol, amêndoas, avelãs, amendoim, farelo de cereal, gérmen de trigo, entre outros.

Vitamina K: espinafre, brócolis, agrião, couve, acelga, mostarda, entre outros.

Vitaminas antioxidantes e prevenção de doenças

Além de combater os radicais livres, as vitaminas antioxidantes também desempenham um papel importante na proteção contra doenças. Por exemplo, a vitamina C pode proteger contra o câncer da cavidade oral, estômago e esôfago, além de reduzir o risco de cânceres do reto, pâncreas e colo do útero.

Já a vitamina E é essencial para o funcionamento adequado do corpo e pode proteger contra o câncer de próstata e colorretal.

Publicidade




O betacaroteno, também conhecido como vitamina A, pode ajudar a diminuir o risco de desenvolver câncer, melhorando os glóbulos brancos no sistema imunológico, que trabalham para bloquear os radicais livres.

No entanto, mais pesquisas são necessárias para recomendar o consumo de betacaroteno como prevenção ao câncer.

Cuidados com o consumo em excesso

É importante respeitar as quantidades recomendadas de cada vitamina antioxidante. Recomenda-se uma ingestão de 75 miligramas de vitamina C por dia para mulheres e 90 miligramas para homens. No caso de fumantes, a recomendação é aumentar para 100 miligramas por dia.

O betacaroteno também deve ser consumido com moderação, pois grandes doses podem deixar a pele amarelo-alaranjada. Em forma de suplemento, o betacaroteno em altas doses pode até aumentar o risco de câncer de pulmão em pessoas em risco, como fumantes.

Publicidade




Quanto à vitamina E, a indicação é de 15 miligramas por dia, com um limite máximo de 1.000 miligramas por dia para adultos.

Conclusão

As vitaminas antioxidantes desempenham um papel fundamental na neutralização dos radicais livres, no combate ao envelhecimento e na proteção contra doenças. É essencial obter essas vitaminas através da alimentação, dando preferência a frutas, vegetais e alimentos naturais.

No entanto, é importante também não exagerar no consumo, respeitando as quantidades recomendadas. Consultar um profissional de saúde, como um nutricionista, pode ser útil para orientar uma dieta adequada e equilibrada que inclua as vitaminas antioxidantes necessárias para a saúde do organismo.

Publicidade






Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *





Últimas Publicações